Acabou o 958

A partir de ontem, da 13/10/2014, a linha 958 Cidade Universitária x Praça Seca deixou de circular, prejudicando, principalmente, os estudantes e funcionários da UFRJ que moram nos bairros do Anil, Freguesia e Pechincha. Já tinha feito a constatação aqui no blog da falta de critério da Secretaria de Transportes em acabar com uma linha que:

1 – só circula uma vez no dia, em cada sentido (portanto, tendo influência nenhuma no trânsito)

2 – substitui sim, automóveis, pois muitos alunos, que poderiam ir com veículo próprio, podem dormir, terminar tarefas ou simplesmente, ouvir sua música no fone em vez de dirigir no trânsito selvagem do Rio de Janeiro

3 – tem como público principal bairros que não são cortados pelo BRT e que, para usar o BRT, precisam enfrentar engarrafamento e linhas alimentadoras, para então chegar a uma estação do BRT, onde o tempo entre em que se fica na linha alimentadora é da ordem do tempo que a linha faz metade do trajeto, em condições razoáveis de trânsito

Mostro aqui alguns tempos, nos dois sentidos da linha, para fazer um comparativo para reflexão.

Sentido Fundão
BRT

-Freguesia x Tanque – 30 minutos
-Tanque x Fundão – 50 minutos
-Fundão x Prédio do CT – 15 minutos* (esse tempo poderia ser diminuído se fosse retirado um bloco de concreto que impede a passagem direta entre a estação do BRT e o campus)
-Total: 95 minutos

958
-Freguesia x Fundão – 1hora e 15 minutos

Sentido Jacarepaguá
BRT

-CT x Fundão – 15 minutos
-Fundão x Tanque – 55 minutos
-Tanque x Freguesia – 45 minutos
-Total:  1 hora e 55 minutos

958

-CT x Papizzo – 1 hora e 15 minutos
-Papizzo x Freguesia – 15 minutos
-Total: 1 hora e 30 minutos

Conclusões: Na ida, o 958 é uma opção melhor para a Freguesia e, principalmente, para o Pechincha. Na volta, o tempo que se ganha com o BRT saindo do Fundão sem engarrafamento (ao contrário do 958, que pega o engarrafamento horrível da Linha Amarela às 17:30), perde-se com o próprio engarrafamento de Jacarepaguá, em que se escolhe onde quer sofrer, na Estrada do Tindiba e Geremário Dantas ou na Estrada Miguel Salazar Mendes de Morais e Estrada Tenente Coronel Muniz de Aragão, se descer na estação Santa Efigênia. Se pudesse confiar no bicicletário, com certeza, iria conseguir um tempo melhor indo de bicicleta do que usando as linhas alimentadoras.

Uma solução seria fazer uma mudança nos destinos da linha, já que para o Tanque e Taquara, a linha realmente não vale a pena. Poderia se tornar Rio das Pedras x Fundão ou Riocentro x Fundão (ambas as sugestões existem saindo da Saída 7 em direção ao Rio das Pedras e Passarela da Gardênia, respectivamente, no horário do próprio 958). Também podemos sonhar com o Caxias x Barra ou São João x Barra fazendo uma descida na Estrada do Gabinal, nem que fosse nesse mesmo esquema de 1 vez ao dia. Aguardemos enquanto os gênios pensam em nós, passageiros, nos seus escritórios, do auge de sua teoria distante.

Advertisements

One thought on “Acabou o 958

  1. Pingback: Moradores pedem retorno de linhas em Jacarepaguá | Diário do Transporte Coletivo RJ

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s