Distâncias percorridas pelas linhas de ônibus RJ

A tabela dá o valor aproximado das distâncias percorridas por algumas linhas municipais do Rio de Janeiro que serão encurtadas ou extintas com o corredor Transcarioca, e a distância em que percorrem paralelas ao Transcarioca (e algumas, também ao Transoeste).

Linha Distância (km) Sobreposição (km) Proporção
721 11 8 72,73%
915 13 8,5 65,38%
753 29 18,3 63,10%
760 14 8,5 60,71%
832 21 11,2 53,33%
736 20 10,6 53,00%
806 22 11,2 50,91%
831 15 7,6 50,67%
700 22 10,8 49,09%
910 27 12,3 45,56%
952 20 8,9 44,50%
766 14 5,3 37,86%
732 15 5,3 35,33%
676 19 6,4 33,68%
734 16 5,3 33,13%
918 28 9 32,14%
690 26 7,9 30,38%
749 37 11,1 30,00%
353 29 8,2 28,28%
332 45 12,4 27,56%
636 26 6,8 26,15%
808 32 7,6 23,75%
958 30 7 23,33%
928 19 4,3 22,63%
465 35 7,9 22,57%
610 18 3,9 21,67%
691 30 5,8 19,33%
748 28 5,3 18,93%
803 25 4,6 18,40%
888 28 4,6 16,43%
889 28 4,6 16,43%
815 12 1,5 12,50%
810 36 3,9 10,83%
816 14 1,3 9,29%

Vale notar que algumas linhas são encurtadas com muito pouca influência no corredor. Um caso é da linha 810, que cruza apenas duas estações e será diminuída à metade. Cinco das seis das linhas com menor proporção entre o traajeto total e o da Transcarioca já foram encurtadas.

Torcemos para que a Secretaria Municipal de Transportes veja essa tabela e se sensibilize, fazendo um estudo mais aprofundado para cortar as linhas certas, sem trazer prejuízos à população.

Há a expectativa que a linha 810 não seja extinta, mas só o futuro dirá. Algumas das linhas encurtadas poderiam ter variantes que evitassem a sobreposição, como o caso das linhas que partem de Cascadura, que poderiam seguir pela linha amarela, mas enfrentariam o lobby dos condutores de automóveis. Além desse problema, há a questão operacional (não ter motoristas e/ou veículos suficientes para operar nas linhas alimentadoras e em suas variantes ou mesmo nas linhas como estão hoje), o que poderia ser resolvido com a entrada de novas empresas de ônibus no mercado, através de cooperativas, afinal, com a proibição das vans, muitos profissionais ficaram ilegais. E, por fim, há a questão burocrática que faz com que, para se criar uma nova linha , precise de muita papelada entre legislativo, executivo e empresas de ônibus.

Uma vantagem prevista da diminuição dos itinerários é a diminuição dos intervalos, porque as linhas não precisam mais seguir todo o itinerário e circulam mais rápido e evitar os ditos buracos.

Em resumo, é preciso:
1 – Definir quais são as origens e destinos dos passageiros, se a maioria for de ponta a ponta do ônibus, não faz sentido a redução. Faria mais sentido rotas alternativas ou serem estilo “lotação”, só parando em determinados locais.
2 – Garantir que as linhas alimentadoras estejam funcionando 24 horas, porque, de nada adianta seguir pelo BRT e não ter como ir para casa por falta de linha alimentadora.
3 – Garantir que as linhas alimentadoras estejam fazendo a integração corretamente, isto é, estão com o validador (número de linha cadastrado na maquininha do Rio Card) certo
4 – Avaliar a criação de “Serviços Noturnos”  para linhas poderem continuar, ainda que sejam somente em horários noturnos, portanto, sem trânsito.

Fica então a reflexão e que esteja aberto o debate.

Advertisements

3 thoughts on “Distâncias percorridas pelas linhas de ônibus RJ

  1. Pingback: Estações entre Penha e Fundão sábado | Diário do Transporte Coletivo RJ

  2. Pingback: 810 Piabas x Cardoso Fontes com os dias contados | Diário do Transporte Coletivo RJ

  3. Pingback: Moradores pedem retorno de linhas em Jacarepaguá | Diário do Transporte Coletivo RJ

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s