Obras da Transcarioca na Taquara até Setembro (O Globo)

Obra na reta final

Capa do Globo Barra de 31/7/2013

É comum ouvir de quem passou de carro por Jacarepaguá nos últimos meses que a situação na região está um caos. Menos pistas para trafegar, desvios que são alterados com frequência, poeira e muito barulho são alguns dos itens na lista de reclamações. A boa notícia é que, segundo a Secretaria municipal de Obras, os trabalhos estão na reta final. As intervenções fazem parte do projeto BRT Transcarioca, que ligará a Barra ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador.

Tanto a Estrada dos Bandeirantes quanto a Avenida Nelson Cardoso, na Taquara, passam por obras de alargamento e receberão novo asfaltamento, além de calçadas remodeladas. Na Bandeirantes foi executada, ainda, uma obra de drenagem para conter pontos de enchente.

— A parte da Estrada dos Bandeirantes está bem adiantada. Já estamos com a caixa exclusiva do BRT e o pavimento do asfalto praticamente prontos. Faltam apenas alguns cruzamentos. Dentro de no máximo dois meses, o trecho estará concluído — diz o engenheiro fiscal da Transcarioca Raimundo Ribeiro, explicando que, na faixa do BRT, o asfaltamento é diferente. — A via está sendo feita com concreto, por causa do peso dos ônibus e da alta frequência de tráfego que haverá no BRT. A ideia é ter um pavimento com mais durabilidade.

Entre os moradores da região que anseiam pelo término das obras está o motorista de ônibus Carlos Henrique Santana Bicalho. Ele afirma que, em função dos bloqueios e desvios, tem que andar, diariamente, cerca de três quilômetros a mais do que o habitual para chegar em casa.

— Com essas mudanças no trânsito, cerca de cinco linhas de ônibus ficam sem acesso à Estrada Rodrigues Caldas. Sou obrigado a descer num outro ponto e a andar bem mais — reclama o motorista.

O engenheiro da Transcarioca admite que as obras trazem transtornos para a população, mas defende que as mudanças realizadas na Taquara melhoraram a fluidez do tráfego.

— Fomos elogiados por moradores. As alterações provisórias feitas no trânsito da Nelson Cardoso até a Estrada do Guerenguê acabaram se mostrando uma boa alternativa. Quanto aos pontos de ônibus, às vezes somos obrigados a mexer, mas sempre colocamos placas e avisos — garante Ribeiro.

Em outro ponto de trabalho da Transcarioca, na Rua Benício Cardoso, Praça Seca, a população terá que esperar um pouco mais para se livrar dos canteiros de obras. A conclusão, ali, está prevista para dezembro.

— Esse é um trecho em que estamos trabalhando mais intensamente no momento, com uma grande obra de drenagem. As intervenções na Praça Seca estão na mesma fase da Zona Norte.

O projeto da Transcarioca está orçado em R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 400 milhões da prefeitura, e o restante, do governo federal. A previsão, segundo a SMO, é que o sistema reduza em mais de 60% o tempo gasto nos trajetos.

Ponte estaiada da Barra será inaugurada em setembro

Um dos pontos altos — literalmente — do BRT Transcarioca é a construção da ponte estaiada na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, considerada uma das “obras de arte” do projeto. A nova via, que fica sobre a Lagoa de Jacarepaguá, deve ser inaugurada em setembro, conforme adiantou o colunista do GLOBO Ancelmo Gois, na edição do dia 18 passado.

O engenheiro fiscal da Transcarioca Raimundo Ribeiro confirmou que a população poderá usufruir da estrutura em breve.

— Até o final de setembro, a ponte da Barra será entregue. Ela foi sendo construída com pedaços de concreto, e agora já está toda unida. Estamos na fase dos ajustes dos estaios, que seguram a estrutura — explica o engenheiro.

A ponte ligará a Ayrton Senna à Avenida Embaixador Abelardo Bueno. A construção terá faixas exclusivas para os ônibus do BRT, mas também poderá será usada por veículos de passeio.

O novo marco da região terá 45 metros de altura — o equivalente a um prédio de 15 andares — e 210 metros de extensão. Segundo a Empresa Olímpica Municipal, órgão que coordena a execução dos projetos e atividades relacionados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, a opção pela ponte estaiada inclui um fator ambiental: este tipo de desenho agride menos a fauna e a flora do complexo lagunar sobre o qual a obra é feita, além de deixar o rio sem obstáculos para a navegação.

Nas proximidades da ponte estaiada, outras duas importantes estruturas da Transcarioca já foram inauguradas: o mergulhão Billy Blanco, próximo à Cidade das Artes; e o mergulhão, na altura do Hospital Lourenço Jorge.
Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/bairros/obras-da-transcarioca-perto-do-fim-na-taquara-9288006#ixzz2arVQBptJ
© 1996 – 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Fase Final

DSC01418

Ponte estaiada da Barra será inaugurada mês que vem

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s